Delegado se irrita e saca arma contra motorista em briga de trânsito em Manaus

Com arma em punho, delegado ameaça motorista durante briga em rua de Manaus - Foto: Reprodução/ Rede Amazônica
Com arma em punho, delegado ameaça motorista durante briga em rua de Manaus - Foto: Reprodução/ Rede Amazônica

Um vídeo que viralizou nas redes sociais nesta quarta-feira (1º) mostra um homem apontando uma arma de fogo para outro durante uma briga de trânsito, no bairro Compensa, zona Oeste de Manaus, AM. O homem armado foi identificado como Saulo Rodrigues Leotty, delegado plantonista do 6º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Pessoas que passavam no local filmaram a discussão e o momento em que o policial saca a arma para ameaçar o motorista da frente, um taxista.

O vídeo termina logo depois de Saulo empurrar o homem, sem muitas informações do que acontece em seguida.

A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), em nota, afirmou que a conduta do delegado será apurada internamente e que uma sindicância investigativa foi aberta para apurar tal comportamento do servidor policial civil envolvido na ocorrência.

“A Corregedoria-Geral informa que no que tange à esfera administrativa disciplinar, serão adotadas as providências legais cabíveis e necessárias, já tendo sido determinada, de ofício, a abertura de sindicância investigativa para apurar a conduta do servidor policial civil envolvido na ocorrência”, diz um trecho do documento.

Saulo já trabalhou em vários municípios do interior do Amazonas, além de ter sido delegado plantonista do 14º DIP e coordenador da força-tarefa da Delegacia Especializada no Combate aos Crimes contra a Mulher (DECCM).

Em outro momento da nota, a pasta reforça que ‘não compactua com desvios de conduta de servidores policiais do Sistema de Segurança Pública’.

“Ressaltamos que a SSP-AM não compactua com desvios de conduta de servidores policiais do Sistema de Segurança Pública, tendo o dever legal de apurar todo o contexto fático através do devido procedimento administrativo disciplinar, em total reverência aos princípios constitucionais da ampla defesa e do contraditório”, cita o texto.

Por fim, a Secretaria da Corregedoria-Geral reforça que está tomando todas as providências para apurar o caso.

“A Corregedoria-Geral informa que no que tange à esfera administrativa disciplinar, serão adotadas as providências legais cabíveis e necessárias, já tendo sido determinada, de ofício, a abertura de sindicância investigativa para apurar a conduta do servidor policial civil envolvido na ocorrência.”

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos