Delegados da PF chegam ao Planalto para ouvir ministros

Gustavo Maia
Delegados da PF entraram no Palácio do Planalto pela garagem

BRASÍLIA — Delegados da Polícia Federal (PF) chegaram por volta das 15h50 desta terça-feira ao Palácio do Planalto para colher os depoimentos de três ministros: Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo) e Walter Braga Netto (Casa Civil). Os depoimentos, que estavam marcados para 15h, ocorrem no âmbito do inquérito que investiga uma possível interferência do presidente Jair Bolsonaro na PF.

Os delegados entraram pela garagem do Planalto e eram acompanhados por um assessor do GSI. Representantes da Procuradoria-Geral da República (PGR) também irão acompanhar a oitiva.

Os três depoimentos ocorrerão de forma simultânea, em uma estratégia investigativa para impedir a combinação de versões entre os ministros.

Pouco antes, Augusto Heleno disse ao GLOBO que não assistiu à gravação inteira da reunião ministerial citada pelo ex-ministro Sergio Moro como prova da interferência de Bolsonaro na PF.

— Não vi o vídeo todo. Não tenho mais nada pra falar. Vou depor daqui a pouco, o que eu tiver que falar, vou falar no depoimento. Um abraço, tchau — disse o ministro.