Deltan Dallagnol pede exoneração do MPF e deve sair candidato

·1 min de leitura

SÃO PAULO -- O procurador Deltan Dallagnol, ex-coordenador da Lava-Jato em Curitiba, seguiu o caminho do ex-juiz Sergio Moro. Ele pediu exoneração do Ministério Público Federal e deve sair candidato nas próximas eleições. Pelo twitter, ele confirmou a saída do MPF, mas não a possível candidatura.

"Após mais de 18 anos de trabalho em amor ao próximo, estou saindo do Ministério Público e queria contar a você o porquê. Minha vontade é fazer mais, fazer melhor e fazer diferente diante do desmonte do combate à corrupção que está acontecendo".

Em um vídeo publicado no YouTube, Dallagnol disse apenas que, fora do MPF, vai poder avaliar com mais liberdade o caminho a seguir e o que poderá fazer em defesa das teses em que acredita, como o fim da impunidade e de leis que dificultam o combate à corrupção.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos