Demissões da Microsoft incluem equipes de games como Halo e Starfield

A onda de demissões em massa da Microsoft atingiu sua divisão de videogames, incluindo os desenvolvedores de títulos de sucesso como Starfield e Halo. A fabricante do Xbox anunciou na quarta-feira o corte de 10.000 empregos, medida que faz parte da tentativa da empresa de reduzir custos em meio a uma desaceleração econômica mais ampla.

Após inferno astral em 2022: Gigantes de tecnologia têm desafio de cortar custos e lançar novos produtos

Crise das startups: Aplicativo 99 demite dezenas de funcionários no Brasil

A nova leva de demissões da Microsoft é mais um capítulo da crise enfrentada pelo setor de tecnologia, diante do cenário econômico global desafiador e queda de investimentos.

Funcionários da Bethesda Game Studios, fabricante da próxima edição do Starfield, bem como da 343 Industries, a empresa por trás do game Halo Infinite, lançado em 8 de dezembro de 2021 , foram afetados, de acordo com fontes familiarizadas com o assunto.

Alguns dos que perderam seus empregos eram veteranos que estavam na Xbox por mais de uma década, disseram as pessoas, que pediram para não serem identificadas porque não estavam autorizadas a falar publicamente.

A escala dos cortes na divisão de jogos não estava completamente clara. A Microsoft disse que ainda planeja contratar pessoas em áreas estratégicas e competitivas, como inteligência artificial, mas muitos outros departamentos estão perdendo funcionários, incluindo o negócio de óculos HoloLens e algumas divisões de engenharia, informou a Bloomberg.

Desafios técnicos: Apple adia lançamento de óculos de realidade aumentada

Em um e-mail para a equipe, o chefe do estúdio da 343 Industries, Pierre Hintze, disse que a empresa “tomou a difícil decisão de reestruturar elementos de nossa equipe, o que significa que algumas funções estão sendo eliminadas”. Hintze escreveu que o estúdio continuaria a oferecer suporte aos multijogadores e elementos do serviço ao vivo do Halo Infinite.

Joe Staten, o diretor criativo e veterano de Halo que se juntou à 343 em 2020 para ajudar a conduzir Halo Infinite até seu lançamento, deixará a equipe e voltará à divisão editorial mais ampla do Xbox, segundo informou Hintze.

A Microsoft comprou a empresa controladora da Bethesda, a ZeniMax Media, por US$ 7,5 bilhões em 2021 e também cortou empregos em algumas das outras divisões da empresa. Um porta-voz se recusou a comentar sobre as demissões na divisão de jogos e se referiu à postagem do blog da empresa.

A notícia foi anunciada um ano depois que a Microsoft revelou planos de comprar a Activision Blizzard. por US$ 69 bilhões. O acordo está pendente de aprovação pelos órgãos reguladores e foi contestado pela Comissão Federal de Comércio dos EUA.

Capital: O que a Microsoft viu na Activision Blizzard? Metaverso, franquias e ação a preço pandêmico