Demissões em massa atingem a OpenSea, maior plataforma de NFTs

OpenSea anunciou a demissão de 20% de seu quadro de funcionários (Sheldon Cooper/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)
OpenSea anunciou a demissão de 20% de seu quadro de funcionários (Sheldon Cooper/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)
  • Demissões vem em meio à uma crise no mercado de ativos criptográficos;

  • Venda de NTFs se encontra 90% menor do que em setembro do ano passado;

  • Reputação da OpenSea é prejudicada pelos inúmeros golpes que ocorrem em sua plataforma.

Um dos co-fundadores e CEO da OpenSea, Devin Finzer, anunciou nesta tarde de quinta-feira (14), que a empresa irá demitir cerca de 20% do seu quadro de funcionários, mas não indicou em termos absolutos quantas pessoas seriam.

De acordo com a Forbes, tanto Finzer, quando seu sócio Alex Atallah, tem um patrimônio líquido de US$ 2,2 bilhões cada. No perfil, os parceiros de negócios afirmaram que a empresa empregava mais de 70 pessoas, porém um porta-voz da OpenSea afirmou ao portal americano The Verge que restarão na empresa cerca de 230 empregados após os cortes.

A OpenSea é o maior marketplace para compra e vendas de NFTs, ativos digitais criptográficos não fungíveis. Em fevereiro a empresa tinha um valor de mercado de US$ 13,3 bilhões, dominando o mercado, onde tirava uma comissão de 2,5% em cada negociação.

No entanto, os últimos meses tem se mostrado um desafio para o setor de tecnologia, e para o mercado de criptoativos em um geral. As vendas de NFTs caíram cerca de 90% quando comparado ao auge, em setembro do ano passado, e o mercado de criptomoedas também enfrenta uma forte baixa após a falência do protocolo LUNA. Tanto o bitcoin quanto o ethereum, as duas maiores blockchains e criptomoedas se encontram em um movimento de queda em seus preços.

Apesar da OpenSea ser mais uma das várias empresas Web3 a anunciar reduções e cortes após períodos de rápida expansão, outros fatores podem estar envolvidos na baixa da companhia. Inúmeras vezes bugs, hacks e até mesmo golpes foram realizados em sua plataforma, manchando a reputação do marketplace com a forma pela qual a empresa lidou com as situações.

Fizner afirmou que a empresa conseguiu notificar os funcionários afetados diretamente antes de anunciar as demissões, e que forneceu indenizações "generosas", assistência médica pelo resto do ano, além de assistência para recolocação no mercado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos