Democratas apresentam acusação para processo de impeachment de Trump

·1 minuto de leitura
Os democratas lançaram o processo de impeachment do presidente dos EUA, Donald Trump, fotografado em 6 de janeiro de 2021, pela segunda vez

Os democratas protocolaram nesta segunda-feira (11) na Câmara de Representantes uma acusação contra Donald Trump, o primeiro passo para a abertura formal de um segundo processo de impeachment contra o presidente dos Estados Unidos, a quem acusam de ter "incitado à violência" no Capitólio na semana passada.

Ao mesmo tempo, os democratas, que controlam a maioria na Câmara, introduziram outra resolução pedindo ao vice-presidente Mike Pence que destituísse Donald Trump do cargo, invocando a 25ª Emenda à Constituição dos Estados Unidos.

As mudanças dramáticas ocorrem apenas nove dias antes de Trump deixar a Casa Branca e o presidente eleito Joe Biden tomar posse como 46º presidente dos Estados Unidos.

O Representante Democrata Steny Hoyer, de Maryland, apresentou a resolução pedindo a Pence que invocasse a 25ª Emenda e declarasse Trump "incapaz de executar os deveres de seu cargo."

O deputado republicano Alex Mooney, da Virgínia Ocidental, se opôs à aprovação da resolução pelo que é conhecido como "consentimento unânime" e ela será colocada em votação na terça-feira.

Depois que os republicanos bloquearam a resolução, um único artigo de impeachment contra Trump foi apresentado na Câmara dos Representantes controlada pelos democratas.

Trump sofreu um primeiro processo de impeachment pela Câmara em dezembro de 2019 e agora corre o risco de ser o primeiro presidente a sofrer duas acusações.

Ele foi absolvido pelo Senado controlado pelos republicanos após seu último impeachment e não está claro se o corpo realizaria um julgamento desta vez para considerar as últimas acusações.

cl/ec/mr/ap