Denúncia de fraudes

País comandado por Alexander Lukashenko, conhecido como ‘o último ditador da Europa’, a Bielorrússia foi às urnas neste domingo em meio a denúncias de fraudes pela oposição para definir os deputados da câmara baixa do Parlamento. Mais de 500 violações foram registradas durante a votação e defensores de direitos humanos que observaram o processo afirmam ter sido expulsos de centros eleitorais e impedidos de tirar fotos.