Dengue mata mulher grávida de gêmeas; bebês também não resistiram

Advogada estava com suspeita de dengue e teve que ser internada (Divulgação / OAB-GO)
Advogada estava com suspeita de dengue e teve que ser internada (Divulgação / OAB-GO)
  • Nathany era advogada e presidente da Comissão da Mulher na OAB-GO

  • A suspeita é de que ela estava com dengue, além de um quadro de infecção

  • Companheiro publicou uma mensagem nas redes sociais falando sobre a do

Nathany Sanches Batista, de 33 anos, que estava grávida de gêmeas, morreu com as filhas na última sexta-feira (6), em Goiânia, no estado de Goiás.

De acordo com as primeiras informações divulgadas, a suspeita é de que ela estava com dengue, além de um quadro de infecção.

A mulher chegou a ser levada para o hospital, mas não resistiu e morreu no local junto com as duas meninas que estava gestando.

Anderson Gonçalves Teixeira, pai das gêmeas e marido de Nathany, publicou uma mensagem nas redes sociais falando sobre a dor que está sentindo.

"Aí meu amor como dói! Era tão bom ver o sorriso estampado no seu rosto quando as bebês começavam a mexer. Oh mamãe que amava suas filhas. Que saudade que estou sentindo de vocês, amores da minha vida", escreveu.

Nathany era advogada e presidente da Comissão da Mulher Advogada na subseção da cidade da Ordem dos Adgvogados do Brasil em Goiás (OAB-GO).

“Condolências pela morte da colega e estimada advogada, rogando a Deus que possa prover o conforto à família e amigos neste momento tão difícil”, disse a entidade em um comunicado.

Brasil registra surto de Dengue

Em apenas quatro meses, o Brasil já registrou quase a mesma quantidade de casos de dengue de todo o ano passado. Foram 542 mil infecções prováveis entre janeiro e abril deste ano, de acordo com o último Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde. Nos 12 meses de 2021, foram registrados 544 mil.

Somente na comparação entre o primeiro quadrimestre de 2022 e o de 2021, a alta é de 113,7%. O número de mortes também se aproxima do registrado em todo o ano passado. Até agora, já foram 160 casos confirmados, sendo 56 em São Paulo, que concentra a maior incidência. Há ainda 228 óbitos em investigação.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos