Dentista baleado em assalto na Zona Norte continua internado em estado grave

Ainda é grave o estado de saúde de Pablo Torquilho, dentista baleado na noite de domingo, no Engenho de Dentro. Internado no CTI do Hospital Norte D'or, Torquilho segue o tratamento de trauma abdominal devido à perfuração por arma de fogo. Ele foi atingido por um dos quatro disparos feitos pelos bandidos, mesmo depois de sair do carro de mãos levantadas e entregar o carro aos criminosos.

Era pouco depois da meia-noite quando Torquilho e a mulher Camila, que estavam num Jeep Compass, foram fechados por bandidos que estavam num Renegade, na esquina da Rua 2 de Fevereiro com a Rua Pernambuco. O carro passou na frente deles e começou a diminuir a velocidade. Torquilho teria achado a atitude estranha ou que o carro estivesse enguiçado e engatou a ré. Foi neste momento que os bandidos anunciaram o assalto.

O casal desceu do carro com as mãos levantadas, o que não evitou os disparos dos bandidos. Um deles atingiu Torquilho. A bala perfurou o intestino e uma artéria do dentista, que perdeu muito sangue e chegou a entrar em choque ao dar entrada no hospital.

Roubos de carros aumentaram 40% este ano na região em que dentista foi baleado ao se render


Dados do Instituto de Segurança Pública do Rio (ISP) mostram que o roubo de veículos na região do 3º BPM (Méier) cresceu 40% de janeiro a setembro de 2022 em comparação aos mesmos meses do ano anterior. Os 1.572 roubos de carros na área nos primeiros nove meses deste ano já superam o total de 2021, quando houve registro de 1.472 crimes.
Os números da região, no entanto, vão na contramão do índice do resto do estado, que no acumulado registrou 6% a menos do crime em todo território fluminense. Somente em setembro de 2022, último mês compilado pelo ISP, foram registrados 209 casos de roubo de veículos na região do Méier — 38% a mais dos casos de 2021.