Dentista baleado no Engenho de Dentro segue intubado

O dentista Pablo Torquilho, baleado durante um assalto no domingo no Engenho de Dentro, na Zona Norte, segue intubado e com sonda nasogástrica no CTI do Hospital Norte D'or, em Cascadura. De acordo com a esposa do dentista, Camila, que estava com ele na hora do crime, ele passará por uma nova tomografia para saber se sofreu sangramento interno. Ele foi atingido por um dos quatro disparos feitos pelos bandidos, mesmo depois de sair do carro com as mãos levantadas.

Violência: Roubos de carros aumentaram 40% este ano na região em que dentista foi baleado ao se render

Mais violência: Casal é baleado ao tentar fugir de arrastão em São Gonçalo

— Hoje pela manhã tive a ideia de pedir a todos os amigos e pacientes de gravar um vídeo curto de apoio e força. Assim que ele acordar, enviaremos o vídeo. Com certeza, ele ficará muito feliz — disse Camila, que também pediu orações.

Erro de trajeto: PM é morto, e caminhoneiro é baleado ao entrarem por engano em duas comunidades do Rio

Pouco depois da meia-noite, Torquilho e a mulher Camila, que estavam num Jeep Compass, foram fechados por bandidos que estavam num Renegade, na esquina da Rua Dois de Fevereiro com a Rua Pernambuco. O carro passou na frente deles e começou a diminuir a velocidade. Torquilho teria achado a atitude estranha ou que o carro estivesse enguiçado e engatou a ré. Naquele momento, os bandidos anunciaram o assalto.

Zona Oeste: Professora tem carro metralhado ao entrar por engano em favela do Rio

O casal desceu do carro com as mãos levantadas, o que não evitou os disparos dos bandidos. Um deles atingiu Torquilho. A bala perfurou o intestino e uma artéria do dentista, que perdeu muito sangue e chegou a entrar em choque ao dar entrada no hospital.