Denunciado no caso das rachadinhas, Queiroz vai a ato a favor de Bolsonaro

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

RIO - Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ), publicou nesta terça-feira uma foto para mostrar que estava indo ao ato a favor do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). A imagem mostra o policial reformado investigado no caso das "rachadinhas" com a camisa do Brasil dentro de um carro. Ele está acompanhado de outros dois homens que vestem blusas com dizeres de apoio ao governante.

Nas redes, Queiroz também alterou sua foto de perfil para a bandeira do Brasil.

Tanto Queiroz quanto seu antigo chefe, Flavio, são investigados pelo esquema da "rachadinha", que orientava assessores do gabinete do então-deputado estadual a devolver parte de seu salário. O ex-assessor chegou a ser preso no ano passado, mas teve depois a prisão domiciliar revogada em março passado, pela Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

O ex-assessor seria o responsável em pegar o salários dos demais funcionários de Flávio durante seu mandato na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). Em novembro do ano passado, O GLOBO mostrou que Luiza Souza afirmou ao MP-RJ que era obrigada a devolver mais de 90% do que recebia. Ela apresentou extratos bancários para comprovar que, entre 2011 e 2017, repassou R$ 160 mil para Queiroz.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos