Depois de encontro com pompas Macron, Lula se reúne com primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sánchez

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Lula esteve com o presidente da Espanha, Pedro Sánchez, em Madri (Foto: Reprodução/Ricardo Stuckert/Twitter @Lula)
Lula esteve com o presidente da Espanha, Pedro Sánchez, em Madri (Foto: Reprodução/Ricardo Stuckert/Twitter @LulaOficial)
  • Lula se encontrou com o primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sánchez, em Madri

  • Sánchez divulgou o encontro nas redes sociais e revelou que os dois falaram da pandemia, da mudança climática e de recuperação econômica

  • Antes, Lula já havia sido recebido em Paris pelo presidente da França, Emmanuel Macron

O ex-presidente Lula (PT) foi recebido por mais um chefe de estado europeu. O petista se encontrou nesta sexta-feira (19) com o presidente do governo da Espanha, Pedro Sánchez, em Madri. O espanhol divulgou fotos do encontro nas redes sociais e revelou que tratou de temas como mudança climática e pandemia.

“Espanha e Brasil compartilham fortes vínculos estruturais e permanentes em diferentes âmbitos. Hoje, me reuni com o ex-presidente Lula, para abordar vários assuntos de interesse comum, como a situação da pandemia, a mudança climática e a recuperação econômica”, escreveu Sánchez.

Lula também comentou o encontro com o presidente espanhol nas redes sociais. Segundo o petista, houve um “importante diálogo” entre os dois. “Falamos sobre a integração europeia e da América Latina, além da importância das relações Brasil Espanha”, relatou. “Também conversamos sobre nossas experiências na construção de políticas públicas de combate à desigualdade.”

Encontro com pompas com Macron

O ex-presidente Lula está na Europa desde o dia 13. O petista passou pela Alemanha, onde encontrou o futuro chanceler Olaf Scholz, pela Bélgica, onde discursou no Parlamento Europeu, e também pela França, quando teve um encontro com o presidente Emmanuel Macron.

Na última quarta-feira (17), o petista foi recebido pelo presidente francês, Emmanuel Macron, no Palácio de Elysée, residência oficial. A recepção para Lula teve ares de chefe de estado, com direito a marcha da brigada oficial e Macron indo até a porta do carro para cumprimentar o petista.

Bolsonaro se irritou com comparações

Antes de embarcar de volta ao Brasil, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) reclamou das comparações feitas entre as viagens dele e do ex-presidente Lula, possivelmente adversário de Bolsonaro na eleição presidencial de 2022.

“Eu vi na Globo News: ‘Bolsonaro decepciona, Lula é um sucesso’. Ah, pelo amor de Deus”, declarou Bolsonaro.

O presidente passou seis dias em três países do Oriente Médio: Bahrein, Catar e Emirados Árabes. Bolsonaro participou da Expo 2020, em Dubai, inaugurou a embaixada brasileira no Bahrein e se reuniu com líderes locais.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos