Depois de largar em 10º, Hamilton vence o GP do Brasil de F1

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·5 min de leitura
O britânico Lewis Hamilton comemora a vitória no Grande Prêmio do Brasil de F1 (AFP/CARL DE SOUZA)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O britânico Lewis Hamilton, da equipe Mercedes, protagonizou uma corrida memorável, neste domingo, no Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1, em São Paulo.

Depois de largar na 10ª posição, o atual campeão da categoria terminou em primeiro lugar, ultrapassando o holandês Max Verstappen, da Red Bull, que liderou a maior parte da prova disputada no circuito de Interlagos e chegou em segundo.

A terceira posição ficou com o finlandês Valtteri Bottas, companheiro de equipe de Hamilton.

Logo atrás de Bottas, que largou na pole position, o mexicano Sergio Pérez alcançou a quarta posição e conquistou um ponto extra por ter feito a volta mais rápida da etapa brasileira da F1.

Completaram as dez primeiras posições na capital paulista o monegasco Charles Leclerc (Ferrari), o espanhol Carlos Sainz Jr (Ferrari), o francês Pierre Gasly (AlphaTauri-Honda), o trambém francês Estéban Ocon (Alpine-Renault), o espanhol Fernando Alonso (Alpine-Renault) e o britânico Lando Norris (McLaren-Mercedes).

Com este resultado, a disputa pelo título segue em aberto, com o líder do campeonato Verstappen com 332,5 pontos, 14 a mais que o segundo colocado Hamilton, quando faltam apenas três provas para o fim da temporada.

A 20ª etapa da de 2021 da Fórmula 1 será o GP do Catar, que estreia no calendário, em 21 de novembro, no Circuito Internacional de Losail.

- Atuação histórica -

Nos dias anteriores à corrida, Hamilton não teve muito a celebrar. Apesar de ter tido um ótimo desempenho nos treinos livres, o heptacampeão mundial foi punido na sexta-feira com a perda de cinco posições no grid de largada por efetuar a quinta troca de motor na temporada, excedendo o número máximo de quatro permitidas.

Além disso, no sábado, recebeu nova punição por uma alteração na asa móvel traseira de seu carro, e por isso partiu da última posição na corrida classificatória para a formação do grid de largada para este domingo, vencida por Bottas e com Verstappen em segundo.

Diante de tantos problemas, parecia muito difícil acreditar que o britânico conseguiria superar todos esses problemas e obter um resultado que o mantivesse próximo do piloto da Red Bull na briga pelo título.

Mas Hamilton provou neste domingo que está na F1 para superar marcas e fazer história. Logo na largada, subiu três posições, enquanto Bottas foi ultrapassado pelo holandês e Pérez logo no início.

E após 18 voltas, o heptacampeão já tinha conquistado mais seis posições, até colar em Verstappen, perseguindo implacavelmente o líder do campeonato, que chegou a dar uma fechada no adversário na volta 47, com os dois carros saindo da pista.

O britânico manteve a pressão sobre o primeiro colocado, levando o público presente no autódromo de Interlagos ao delírio, até conseguir fazer a ultrapassagem na volta 59.

A partir daí, Hamilton mostrou toda sua experiência e levou a sua Mercedes até a bandeirada final, dada pela ginasta Rebeca Andrade, medalha de ouro nos Jogos de Tóquio.

Para celebrar o feito, o britânico pegou uma bandeira do Brasil com um fiscal de pista e levou à loucura os torcedores no circuito paulistano, repetindo um gesto do piloto Ayrton Senna, de quem é fã declarado.

Essa foi a primeira vez desde 2007, com Kimi Raikkonen que largou em 3º, que um piloto que não iniciou a prova na primeira fila vence o GP do Brasil em Interlagos. Além disso, essa foi a 101ª vitória de Hamilton na F1 e a sexta nesta temporada, já que não ganhava desde o GP da Rússia, em setembro.

"Que corrida! A equipe fez um ótimo trabalho, Valtteri fez um ótimo trabalho. Com as penalidades, este é o fim de semana de corrida mais difícil que já tive ", declarou Hamilton, aclamado pelos milhares de torcedores que compareceram à pista de São Paulo.

"Ainda temos uma vantagem decente, então hoje foi sobre como limitar os danos. Tenho certeza que voltaremos mais fortes nas próximas corridas", disse Verstappen, que venceu em 2019 venceu em Interlagos, que não sediou a etapa da F1 no ano seguinte devido à pandemia de covid-19.

- Classificação final do Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1, 19ª etapa do Campeonato Mundial, disputada neste domingo no circuito de Interlagos, em São Paulo:

1. Lewis Hamilton (GBR/Mercedes) os 305,909 km em 1h32:22.851

2. Max Verstappen (HOL/Red Bull-Honda) a 10.496

3. Valtteri Bottas (FIN/Mercedes) 13.576

4. Sergio Pérez (MEX/Red Bull-Honda) 39.940

5. Charles Leclerc (MON/Ferrari) 49.517

6. Carlos Sainz Jr (ESP/Ferrari) 51.820

7. Pierre Gasly (FRA/AlphaTauri-Honda) a 1 volta

8. Estéban Ocon (FRA/Alpine-Renault) a 1 volta

9. Fernando Alonso (ESP/Alpine-Renault) a 1 volta

10. Lando Norris (GBR/McLaren-Mercedes) a 1 volta

11. Sebastian Vettel (ALE/Aston Martin-Mercedes) a 1 volta

12. Kimi Raikkonen (FIN/Alfa Romeo-Ferrari) a 1 volta

13. George Russell (GBR/Williams-Mercedes) a 1 volta

14. Antonio Giovinazzi (ITA/Alfa Romeo-Ferrari) a 1 volta

15. Yuki Tsunoda (JAP/AlphaTauri-Honda) a 1 volta

16. Nicholas Latifi (CAN/Williams-Mercedes) a 1 volta

17. Nikita Mazepin (RUS/Haas-Ferrari) a 2 voltas

18. Mick Schumacher (ALE/Haas-Ferrari) a 2 voltas

Abandonos:

Lance Stroll (CAN/Aston Martin-Mercedes): problema mecânico na volta 49

Daniel Ricciardo (AUS/McLaren-Mercedes): problema mecânico na volta 50

Volta mais rápida: Sergio Pérez (MEX/Red Bull-Honda) 1:11.010 na volta 71 (média: 298,657 km/h)

- Classificação do Mundial de Pilotos, após o GP do Brasil:

1. Max Verstappen (HOL) 332,5 pontos

2. Lewis Hamilton (GBR) 318,5

3. Valtteri Bottas (FIN) 203

4. Sergio Pérez (MEX) 178

5. Lando Norris (GBR) 151

6. Charles Leclerc (MON) 148

7. Carlos Sainz Jr (ESP) 139,5

8. Daniel Ricciardo (AUS) 105

9. Pierre Gasly (FRA) 92

10. Fernando Alonso (ESP) 62

11. Estéban Ocon (FRA) 50

12. Sebastian Vettel (ALE) 42

13. Lance Stroll (CAN) 26

14. Yuki Tsunoda (JAP) 20

15. George Russell (GBR)

16 16. Kimi Raikkonen (FIN) 10

17. Nicholas Latifi (CAN) 7

18. Antonio Giovinazzi (ITA) 1

19. Mick Schumacher (ALE) 0

20. Robert Kubica (POL) 0

21. Nikita Mazepin (RUS) 0

-- Mundial de Construtores:

Constructores:

1. Mercedes 521,5 puntos

2. Red Bull-Honda 510,5

3. Ferrari 287,5

4. McLaren-Mercedes 256

5. Alpine-Renault 112

6. AlphaTauri-Honda 112

7. Aston Martin-Mercedes 68

8. Williams-Mercedes 23

9. Alfa Romeo-Ferrari 11

10. Haas-Ferrari 0

raa/lca

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos