Depois de meias, Flamengo vai atrás de zagueiro: saiba a situação de David Luiz

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Após fechar os empréstimos de Kenedy, do Chelsea, e Andreas Pereira, do Manchester United, o Flamengo vai atrás de jogadores com perfil mais de defesa.

Se a contratação de Thiago Mendes ao Lyon ficou complicada, embora a negociação siga, o vice de futebol do Marcos Braz e o diretor Bruno Spindel se concentram na posição mais pedida pela torcida: zagueiro.

No horizonte, os nomes especulados no mercado são vários, mas o clube quer dar um tiro certeiro em um reforço que seja incontestável. É nesse cenário que David Luiz aparece.

Livre no mercado desde junho, após deixar o Arsenal, da Inglaterra, o defensor de 34 anos passa férias no Rio com a mulher, que é da cidade, e mantém a forma no aguardo do destino.

Por ter aparecido em redes sociais treinando na praia, a torcida do Flamengo ficou alvoroçada. E fez a diretoria negar qualquer proposta. De fato, não há negociação concreta entre clube e jogador.

No entanto, há fatores que poderiam facilitar ou dificultar uma contratação desse porte. A primeira boa notícia é que David Luiz trabalha com o empresário Giuliano Bertolucci, que ajudou o Flamengo na contrataçao de Kenedy. E tem excelente relação com a diretoria.

A outra é que o próprio atleta tem proximidade com Marcos Braz, que chegou a desmentir negociações, mas tem um perfil de discrição nos contatos até que a oportunidade clareie. E o dirigente não se deu por satisfeito até agora em termos de contratação.

A questão é que, embora sem clube, e por isso sem a necessidade de investimento em compra, David Luiz tem salário elevadíssimo. E a folha do Flamengo já está no teto. Por isso, a chegada de um jogador desse patamar mediante ao fato de o clube ter alguns outros na posição não é visto como prioridade. Sem contar as eventuais luvas caríssimas no negócio.

A outra dificuldade é o jogador querer voltar ao Brasil neste momento da carreira. Em vez de tentar ainda um contrato na Europa. Em entrevista ao jornal inglês ‘Daily Mail’, o zagueiro afirmou que as propostas que recebeu não “tocaram o coração”.

– (O destino) Vai ser o mesmo de antes: um clube com ambição. As ofertas até agora não tocaram o meu coração. Quero continuar em alto nível. Talvez isso aconteça na Premier League –, disse o zagueiro, que completou:

– Estou trabalhando todos os dias. Quero pressão, lutar por títulos. Quero a sensação de ter que vencer todas as semanas. É por isso que sempre joguei futebol e ainda jogo. Quero sentir-me vivo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos