Depois do setor de eventos, salão de beleza quer programa de recuperação do governo

·1 minuto de leitura
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF: Deputado Ricardo Izar (Progressistas-SP). (Foto: Alan Marques/Folhapress)
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF: Deputado Ricardo Izar (Progressistas-SP). (Foto: Alan Marques/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Os salões de beleza vão protocolar nesta terça-feira (25) na Câmara dos Deputados um projeto de lei para pedir a criação do Persbe, que seria o Programa Emergencial de Retomada do Setor de Beleza e Bem Estar, nos moldes do Perse, feito para o setor de eventos.

De autoria dos parlamentares Ricardo Izar (Progressistas-SP) e Soraya Santos (PL-RJ), a medida temporária pede para facilitar o acesso a linhas de crédito, renegociação de dívidas e compensação de salários dos funcionários.

O presidente da ABSB (Associação Brasileira de Salões de Beleza), José Augusto Santos, diz que a ajuda é necessária porque 90% dos estabelecimentos não conseguiram suportar a folha de pagamento no começo deste ano, e a solução oferecida pelo governo com a liberação para o corte e a suspensão de contratos de trabalho veio tarde demais.

“Queremos que o governo priorize e destine recursos aos setores mais afetados pela pandemia”, diz Santos.