Depois de trocar ministro e diretor da PF, Bolsonaro vai a estande de tiro

Daniel Gullino

BRASÍLIA — O presidente Jair Bolsonaro visitou um estande de tiro na manhã desta terça-feira, onde praticou a modalidade. Bolsonaro deixou o Palácio da Alvorada por volta das 7h45 e dirigiu-se para o Estande de Tiro General Darcy Lázaro, mesmo local em que o ocorre o treinamento da equipe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI).

Depois, publicou um vídeo em sua conta no Facebook em que comemorou o seu desempenho no treino:

— Dez tiros, o pior foi oito. Está bom, né? — disse, apontando um dos círculos mais distante do centro do alvo.

A visita, que não consta agenda oficial, ocorre no mesmo dia em que Bolsonaro nomeou André Mendonça para o Ministério da Justiça e Alexandre Ramagem para a Polícia Federal (PF), em substituição, respectivamente, de Sergio Moro e Maurício Valeixo.

O treino também ocorreu após a procuradora-regional da República Raquel Branquinho enviar uma representação à Procuradoria da República no Distrito Federal (PR-DF) apontando indícios de que o presidente violou a Constituição ao interferir no Exército no episódio em que a instituição revogou três portarias sobre o controle de armas e munição, atendendo a uma