Depois do Twitter, influenciador bolsonarista Allan dos Santos tem canal no Youtube e perfil do Instagram retirados do ar por decisão do STF

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

RIO — Depois de ter a conta no Twitter retirada do ar na última sexta-feira, o canal do YouTube Terça Livre e o perfil pessoal do influenciador bolsonarista Allan dos Santos estão fora do ar desde terça. O bloqueio atende a uma decisão do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), no inquérito que apura a atuação de milícias digitais.

Santos é alvo de dois inquéritos que tramitam STF que investigam um suposto esquema de divulgação de informações falsas, ataques a autoridades e organização de atos antidemocráticos.

O primeiro apura uma rede de divulgação de informações falsas e ataques a ministros do STF. O segundo investiga um grupo que usa redes sociais para organizar atos antidemocráticos como protestos que pedem o fechamento do Congresso Nacional ou intervenção militar.

Nos últimos meses, ele foi alvo de operações deflagradas pela Polícia Federal relativas às investigações.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos