Deputada do PSL admite 'laranjas' no partido: 'não tem ninguém santo aqui'

Deputada Soraya Manato (PSL-ES) - Foto: Divulgação/Câmara dos Deputados

Durante uma sessão realizada nessa terça-feira (15), a deputada federal Dra. Soraya Manato (PSL-ES) tomou a palavra e admitiu que seu partido fez uso de “laranjas” nas eleições do ano passado.

A parlamentar pediu a palavra ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e, além de citar seu próprio partido, envolveu diversas outras siglas na denúncia.

Leia também

O jornalista George Marques, em sua conta no twitter, publicou a fala da deputada federal.

"Só para avivar a memória aqui da esquerda. Provados candidatos laranjas na eleição de 2018: PSL, 15%; PT, 12%; PP, 12%; MDB, 14%; PSDB, 2%; PR, 23%. Então, pessoal da esquerda, não tem ninguém santo aqui dentro", disse Manato.

A deputada não pareceu constrangida ao citar a prática ilegal em plena Câmara dos Deputados. "Tem laranja em tudo quanto é partido. Aqui no PSL tiveram os candidatos laranjas, mas a grande maioria foi eleita honestamente", completou a deputada.

A declaração da deputada veio no mesmo dia em que Luciano Bivar, deputado e presidente do PSL, foi alvo de ação da Polícia Federal, que cumpriu um mandado de busca e apreensão, justamente numa ação investiga o “laranjal” do partido, como o caso ficou conhecido.