Deputada quebra dentes ao cair de patinete e quer lei que obriga uso de capacete

Ideia da proposição da nova lei veio após a deputada cair e perder três dentes. (Foto: Divulgação)

Após levar um tombo com um patinete elétrico e perder três dentes, a deputada estadual Rosane Felix (PSD) quer propor na Alerj (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro) um projeto de lei que torne obrigatório o uso de capacete e itens de segurança para quem utilizar o veículo.

As informações são do jornal O Globo.

A parlamentar participava da Marcha Pela Vida, em Copacabana, no domingo (6), quando sofreu o acidente. Ela passou por uma cirurgia bucal e está de licença médica.

De acordo com o projeto, as empresas terão que ceder equipamento de segurança aos usuários, como item obrigatório para as viagens. A ausência do item, se a lei for aprovada, vai gerar uma multa de R$ 171 para empresa e condutor que não cumprirem a norma.

Na proposta entregue na Assembleia na terça-feira (7), a parlamentar justifica que o patinete elétrico não é apenas um brinquedo para crianças, e por isso precisa ser regulamentado com urgência.

“Além de eu me machucar com gravidade na primeira vez que andei no patinete elétrico, percebi que este tipo de acidente é cada vez mais comum. O capacete é o mínimo para a segurança do usuário e por isso deve ser obrigatório”, argumenta.

Ainda de acordo com o projeto de lei, as empresas ficam obrigadas a contratarem seguro para os usuários em casos de morte por acidente, danos contra terceiros, invalidez parcial ou total, permanente ou temporária.

Leia mais

'Fã' da PRF é preso com fuzis que iriam para Rocinha

A Grin, empresa que oferece alugueis de patinetes elétricos no Rio, explicou que está em “processo de análise”, e completou dizendo que “a empresa tem acompanhado as discussões legislativas nos âmbitos municipais, estaduais e federal a respeito da utilização do patinete”.