Deputadas democratas recebem diagnóstico de Covid-19 após invasão do Congresso dos EUA

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Duas deputadas do Partido Democrata anunciaram ter recebido diagnóstico de Covid-19 dias depois de terem sido obrigadas a se abrigar em uma sala durante a invasão do Congresso dos Estados Unidos na semana passada. Segundo Bonnie Watson Coleman, 75, e Pramila Jayapal, 55, alguns de seus colegas republicanos se recusaram a usar máscaras durante o período em que o grupo de congressistas ficou trancado no Capitólio. "Após os acontecimentos de quarta-feira [6, dia da invasão do Congresso], incluindo o isolamento com vários colegas que se recusaram a usar máscaras, decidi fazer um teste de Covid. Tive resultado positivo", escreveu Coleman em suas redes sociais nesta segunda (11). A deputada que, por sua idade, está no grupo de risco, disse ainda que está em repouso em casa com "sintomas leves como de um resfriado", mas ainda com bom humor e disposição para trabalhar. Jayapal, por sua vez, disse que alguns republicanos não apenas se recusaram a usar as máscaras, mas zombaram de colegas e funcionários que ofereceram a proteção. A deputada defendeu que eles sejam multados e percam seus cargos. "Qualquer membro que se recuse a usar uma máscara deve ser totalmente responsabilizado por colocar nossas vidas em perigo devido à sua idiotice egoísta", escreveu ela no Twitter nesta terça depois de classificar a invasão do Capitólio como um "ataque terrorista doméstico". "Compartilho a indignação e a raiva daqueles em toda a América que viram [o presidente Donald] Trump falhar em combater esta pandemia violenta e se recusar a cuidar dos americanos que estão sofrendo, morrendo e devastados. Não vou descansar até que faça tudo ao meu alcance para destituir este presidente do cargo", acrescentou Jayapal, em referência ao processo de impeachment de Trump iniciado nesta segunda.