Deputado é afastado por acusação de importunação sexual contra colega

A Assembleia Legislativa de São Paulo aprovou, por unanimidade, a perda temporária do mandato do deputado estadual Fernando Cury (Cidadania). Ele foi alvo de um processo da deputada Isa Penna (PSOL), que o acusou de importunação sexual. O deputado nega que tenha tido essa intenção. Em dezembro de 2020, uma câmera flagrou o momento em que Cury passou a mão no seio da colega no plenário. Isso ocorreu durante votação do orçamento do Estado para 2021. Foram 86 votos a favor e nenhum contra pela suspensão. Não houve abstenção nem votos em branco. O deputado ficará suspenso por 180 dias – seu suplente assumirá e poderá formar sua própria equipe. Quem deve assumir é Padre Afonso (PV). A punição é inédita na Assembleia paulista.