Deputado bolsonarista é condenado a indenizar jornalista em R$ 50 mil por ataques machistas

·1 minuto de leitura

RIO - O deputado estadual André Fernandes (Republicanos-CE) foi condenado a indenizar a jornalista Patrícia Campos Mello, da Folha de S. Paulo, em R$ 50 mil por acusá-la de trocar sexo por informações prejudiciais ao presidente Jair Bolsonaro. A decisão em primeira instância, proferida nesta segunda-feira pela 27ª Vara do Foro Central Cível de São Paulo, é passível de recurso.

Na sentença, o juiz Vitor Frederico Kümpel considerou que as publicações de cunho machista por parte do parlamentar em suas redes sociais atentaram contra a honra da jornalista, tanto no âmbito profissional como no privado. Ele afirmou que, ao contrário do alegado pelo deputado, o teor das postagens não revelavam divergência política, mas "evidente ofensa a uma determinada pessoa".

"Com efeito, as frases proferidas pelo réu através da rede social conhecida como "Twitter" revelaram-se extremamente perniciosas à honrada autora, seja no âmbito profissional, seja pelo fato de ser mulher em uma sociedade que nfelizmente ainda, carrega o estigma machista, considerando até certo ponto normalproferir impropérios contra outrem que seja do sexo feminino, simplesmente por se opor às suas opiniões", escreveu o magistrado.

Mais informações em instantes

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos