Deputado bolsonarista pede a Aras que investigue viagem de Lula em jatinho de empresário

O deputado federal Sanderson (PL-RS) enviou um ofício ao Procurador-Geral da República, Augusto Aras, pedindo a abertura de um procedimento que apure a viagem do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em um avião do empresário José Seripieri Júnior. O petista embarcou com destino ao Egito nesta segunda-feira para participar da COP27, cúpula das Nações Unidas sobre o meio-ambiente.

A viagem gerou polêmica porque Lula optou por ir de carona em um avião emprestado por Seripieri. O empresário tem sua trajetória ligada à Qualicorp, operadora de planos de saúde que fundou em 1997 e da qual saiu em 2019, iniciando uma nova empreitada com o lançamento da Qsaúde logo em seguida.

Junior, como é conhecido, é amigo de Lula há pelo menos uma década. O petista frequentou a mansão de veraneio do empresário em Angra dos Reis (RJ) após deixar a Presidência. Seripieri também costumava ceder um helicóptero e um jatinho para transporte do ex-presidente. No documento enviado à Procuradoria-Geral da República, Sanderson destacou que Seripieri foi acusado de corrupção na Lava-Jato e chegou a ser delator.

"Repiso, por oportuno, que o mencionado empresário José Seripieri Júnior foi preso no âmbito da operação Lava-Jato em 2020, tornando-se delator num acordo de colaboração premiada fechado com essa PGR fcom multa de R$ 200 milhões imposta ao investigado", destacou o parlamentar.

O ex-dono da Qualicorp foi um dos convidados do casamento de Lula com a socióloga Rosângela Silva, a Janja, em maio. O evento, em meio à campanha eleitoral, reuniu cerca de 200 pessoas em São Paulo. Segundo o documento, a proximidade entre os dois, bem como o custo de uma viagem ao Cairo justificam uma apuração por parte da PGR.

"É nesse contexto que, diante da relevância e urgência da temática, solicito a Vossa Excelência sejam adotadas as medidas cabíveis para apurar o motivo e em que circunstâncias foi emprestada aeronave particular do Sr. José Seripieri Júnior ao Sr. Lula da Silva para ir à COP-27", pediu o deputado.

Na tarde desta segunda-feira, o vice-presidente eleito e coordenador da transição de governo, Geraldo Alckmin, afirmou que a viajem de Lula no avião do empresário não foi um empréstimo, mas uma 'carona'.

— A informação que eu tenho é que o proprietário está indo junto. Não tem empréstimo — respondeu.

Nas suas redes sociais, o parlamentar criticou a utilização da aeronave.

— Como não existe almoço grátis, a minha preocupação é proteger o país de relações espúrias como essas, nada republicanas, que já custaram muito à nação brasileira e que, mesmo sem ter assumido a presidência, Lula já dá sinais de que não aprendeu nada com os escândalos de corrupção que protagonizou e o levaram à cadeia. Pela gravidade dos fatos, pedi inclusive urgência na apuração — afirmou.