Deputado fala em CPI da SAF do Vasco e gera repercussão na Alerj

Fábio Silva (União Brasil) quer investigar contratos do Vasco com a 777 (Foto: Divulgacao/Alerj)


Está chegando o dia da Assembleia Geral Extraordinária (AGE) do Vasco. Porém, diversos processos correm na Justiça do Rio de Janeiro para impedir a venda da Sociedade Anônima do Futebol (SAF) para a 777 Partners. Um desses processos foi movido pela Comissão de defesa do consumidor (Codecon) da Alerj (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro), na qual o deputado Fábio Silva (União Brasil) preside.

+ Confira da tabela da Série B

Em um vídeo circulado nas redes sociais, o parlamentar afirmou que os torcedores do Vasco estão, supostamente, disseminando fake news. No caso em questão, os vascaínos estariam associando seu nome a um esquema de corrupção.

- Fala aí vascainada nutella. Beleza? Não estou falando de você vascaíno raiz, não. Estou falando da vascainada nutella. Estão esparramando fake news. Que vergonha. Ontem saiu uma reportagem no "RJTV" que um deputado estadual, um não, vários, e os assessores tinham dois cargos. Um no gabinete e outro no cargo público. Isso é proibido, óbvio - declarou o deputado, que também confirmou que vai abrir uma CPI para investigar a SAF do Vasco:

- A vascainada nutella está desesperada e vão ficar ainda mais. Essa rapaziada que fica me xingando e atacando, terça-feira estamos entrando com o pedido de CPI na Alerj. Uma Comissão Parlamentar de Inquérito será instaurada para investigar a SAF do Vasco. Serão seis meses de investigação. Aí sim veremos se a SAF do Vasco é transparente ou não. Obrigado pelos ataques, vocês me dão cada vez mais ânimo.

Logo após, o deputado Chiquinho da Mangueira (Solidariedade), que é benemérito do Vasco, também se manifestou nas suas redes sociais. O parlamentar questionou as atitudes de Fábio Silva e considera as ações monocráticas.

- Ressalto que é uma equivocada perseguição ao Vasco da Gama, que não irei admitir de maneira nenhuma. É imprescindível que o colegiado da referida comissão seja convocado, o mais rápido possível, para que tal assunto seja debatido de maneira democrática e sem atropelos - considerou Chiquinho

A venda do futebol do Vasco à empresa 777 Partners está na iminência de acontecer. No decorrer da semana, o clube obteve decisões favoráveis na Justiça, que permitem a realização da AGE e o sigilo dos contratos com a empresa norte-americana.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos