Deputado do PP defende que partido colabore com Lula

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - No PP, partido presidido pelo ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, há sinais de composição com o governo do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

"O PP mostrou toda sua lealdade a Jair Bolsonaro (PL), mas não podemos atrapalhar o país e nem o novo presidente. Até porque Lula hoje é mais experiente, muito mais maleável", diz o deputado Fausto Pinato (PP-SP).

Segundo Pinato, a vitória de Lula foi legítima. "Ele fez uma grande história como presidente, foi preso de maneira arbitrária e voltou ao poder mesmo tendo contra si a máquina federal", afirmou o deputado.

Ele diz que o PP pode ajudar na relação de Lula com o agronegócio e os evangélicos e que a decisão sobre ocupar cargos no governo é algo a ser discutido futuramente.

"No mínimo, o partido tem que agir com independência, aproximar-se do presidente para dar governabilidade, a pacificação que o momento exige. Seria um gesto patriótico", afirma.