Deputados do PSB apoiam Boulos e cutucam França, isento em SP

CAMILA MATTOSO
·1 minuto de leitura

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Deputados do PSB lançaram um manifesto em apoio à candidatura de Guilherme Boulos (PSOL) no segundo turno em São Paulo, disputado contra Bruno Covas (PSDB). No texto, eles alfinetam o ex-governador Márcio França (PSB), candidato pelo partido que decidiu não tomar lado entre o líder sem teto e o tucano. "Neste difícil momento que o nosso país atravessa, é preciso conseguir enxergar a floresta, e não apenas uma árvore. Na dura luta que travamos em defesa dos direitos de nosso povo e de nossa democracia, no embate diário para evitar os retrocessos que nos ameaçam, precisamos ver todo o cenário, e não apenas uma parte dele. Isso significa compreender o que está em disputa nesse segundo turno das eleições de São Paulo e o que isso representa", diz o começo do manifesto, assinado por 13 dos 31 deputados do PSB em exercício. Eles escrevem que "o compromisso com nosso povo e com nosso país" deve unir PSB e PSOL no momento, formando frente democrática para conquistar "decisiva vitória progressista nessa eleição". A executiva nacional do PSB decidiu apoiar Boulos. Em seu anúncio de que ficaria neutro, França reclamou indiretamente da pressão de parte do PSB e disse não aceitar empurrões e não fazer o que não está convencido. O manifesto é assinado pelos deputados Alessandro Molon, Aliel Machado, Bira do Pindaré, Camilo Capiberibe, Denis Bezerra, Elias Vaz, Gervásio Maia, Heitor Schuch, Júlio Delgado, Lídice da Matta, Marcelo Nilo, Mauro Nazif e Vilson da Fetaemg.