Derrota de coligação de Macron nas legislativas coloca em risco governabilidade da França

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

"Um grande revés político para Macron". Com esta manchete, o jornal Le Monde analisa nesta segunda-feira (20) a nova composição da Assembleia Nacional francesa, formada por 577 deputados. A coalizão de partidos governistas perdeu a maioria absoluta na Casa, e o chefe de Estado francês, reeleito há dois meses para um mandato de cinco anos, se vê impedido de aplicar suas reformas.

Segundo resultados publicados pelo Ministério do Interior, a coligação Juntos, liderada pelo partido do presidente francês, elegeu 245 deputados quando precisava de 289 para ter a maioria na Assembleia. Com este resultado, aliados de Macron temem uma "paralisia total" do Executivo e já evocam a possibilidade de ocorrer uma dissolução da Assembleia Nacional daqui a um ano.

Para Le Monde, o resultado das urnas revela um enorme repúdio ao presidente Emmanuel Macron. "O fracasso dos governistas contrasta com o avanço da Nova União Popular Ecológica e Social (Nupes), liderada por Jean-Luc Mélenchon, que conquistou 131 assentos na Assembleia, e um desempenho sem precedentes do partido de extrema direita Reunião Nacional (RN), de Marine Le Pen, que abocanhou 89 cadeiras.

"Salto no desconhecido"

Com a esquerda radical fortalecida no Parlamento e uma bancada de extrema direita histórica, de 89 deputados, a França dá um salto no desconhecido, conclui Le Figaro.


Leia mais

Leia também:
Macron perde maioria absoluta no 2° turno da eleição legislativa
França: extrema direita obtém resultado histórico em eleição legislativa e elege dezenas de deputados
França: taxa de participação oscila no 2º turno da eleição legislativa

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos