Desabamento de prédio na cidade síria de Aleppo deixa 16 mortos

Dezesseis pessoas morreram, e quatro foram resgatadas, neste domingo (22), no desabamento de um prédio em Aleppo, a segunda maior cidade da Síria — disseram autoridades e a imprensa local.

A tragédia aconteceu às três da manhã (22h no horário de Brasília), enquanto os moradores deste prédio de cinco andares dormiam. De acordo com a agência oficial de notícias Sana, o desabamento foi causado por "infiltrações de água".

Sete famílias moravam no prédio, conforme o Ministério do Interior. Segundo moradores, cerca de 35 pessoas viviam ali.

Socorristas e bombeiros continuam as buscas pelos desaparecidos entre os escombros, neste bairro de maioria curda.

A agência de notícias curda Anha divulgou, por sua vez, um balanço provisório de 12 mortos, incluindo cinco crianças. Em seu primeiro informe, a agência Sana havia mencionado um menor morto.

O desabamento de prédios residenciais é frequente em Aleppo, por causa das construções ilegais e malfeitas, assim como das rachaduras deixadas pelos combates nesta cidade durante a guerra da Síria.

A cidade de Aleppo está nas mãos do governo, que a recuperou dos rebeldes. A segurança no bairro de Sheikh Maqsud é, no entanto, fornecida pelas forças curdas.

mam/rh/tp/avl/mb/tt