Desaparecimento de jornalista do Guardian e indigenista brasileiro na Amazônia tem repercussão internacional

O desaparecimento do jornalista inglês Dom Phillips, colaborador do jornal The Guardian, e do indigenista brasileiro Bruno Araújo Pereira, membro da Unijava e servidor atualmente licenciado da Fundação Nacional do Índio (Funai), em uma viagem que faziam pelo Vale do Javari, no Amazonas, causa profunda preocupação no veículo britânico e tem repercussão na mídia europeia.

Em uma longa matéria publicada nesta segunda-feira (6) sobre o caso, que está sendo investigado pela Polícia Federal, o Guardian afirma que Phillips é conhecido "por seu amor pela região amazônica" e viaja com frequência para áreas remotas da floresta, para relatar a crise do meio ambiente e ameaças às comunidades indígenas. Phillips já tinha feito uma expedição com Pereira na mesma região, em 2018.

O texto informa que o repórter estava viajando com o ex-funcionário do governo brasileiro "encarregado de proteger as tribos não contatadas do Brasil, que há muito tempo recebem ameaças de madeireiros e garimpeiros que procuram invadir terras indígenas". "O temor pela segurança do jornalista e do especialista brasileiro aumenta", escreve o diário britânico.

Dom Phillips, um colaborador de longa data do Guardian no Brasil, foi visto pela última vez durante o fim de semana no Vale do Javari — uma vasta região de rios e mata tropical no estado do Amazonas, perto da fronteira com o Peru. De acordo com o Guardian, Phillips trabalha atualmente em um livro sobre o meio ambiente com o apoio da Fundação Alicia Patterson.


Leia mais

Leia também:
Amazônia: ONG pressiona TPI a julgar Bolsonaro por crime contra humanidade
Amazônia: novo decreto pode estimular exploração desordenada de minérios, diz especialista
“Esse ouro tem sangue Yanomami”, diz representante indígena sobre garimpo ilegal

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos