Desaparecimento no mar de Angra: campanha pede informações sobre casal que sumiu de barco

·3 minuto de leitura

RIO — O mistério do desaparecimento de Cristiane Nogueira da Silva, de 48 anos, e Leonardo Machado de Andrade, de 50, durante um passeio de barco no mar de Angra dos Reis entra no quarto dia e ganha mais um aliado. O Disque Denúncia divulgou nesta quinta-feira e publicou nas suas redes sociais, um cartaz com fotos dos dois, dando início a uma campanha para ajudar na buscar por pistas sobre o que aconteceu com o casal.

O delegado Vilson de Almeida Silva, da 166ª DP (Angra dos Reis), que está investigando o caso disse que novas buscas foram realizadas nesta quinta-feira, sem sucesso. Ele afirmou que a prioridade agora é encontrar a embarcação onde os dois sairam para ver o pôr do sol de uma praia próxima, para poder entender o que aconteceu..

—Até o momento a gente não tem nenhuma novidade. Os bombeiros estão em buscas e a Capitania dos Portos também — disse.

Guilherme Brito, filho de Cristiane, usou as redes sociais, nesta quinta-feira, para fazer um apelo emocionado por informações que ajudem os bombeiros e a polícia a encontrar sua mãe e o ex-companheiro dela. Os dois estão desaparecidos desde a tarde de domingo. O casal viveu junto por dois anos e estava separado por um período igual, mas ensaiava uma reconciliação. Eles passaram o fim semana na Ilha Grande, em Angra dos Reis.

Por volta das 16h30 deste domingo, os dois foram vistos pela última vez ao sair em um barco, pilotado por Leonardo, para irem ver o pôr do sol na localidade conhecida como Lagoa Verde, na Baía de Angra. Em uma rede social, Guilherme disse que recebeu mensagem falando sobre um pedido de ajuda que alguém teria feito no domingo, mas em horário diferente ao que o casal foi visto pela última vez.

— Recebi uma imagem de alguém em Mangaratiba que teria pedido de ajuda, no domingo. A questão do horário não bater muito, mas é uma das opções. Não estamos descartando nada. Peço que ajudem da forma que puderem. Compartilhando a foto dela (da mãe e de Leonardo), a imagem dele, de perguntar se conhece alguém de Angra, de Paraty. Qualquer ajuda é muito bem-vinda. Qualquer notícia relevante pode mandar para mim. Estamos olhando tudo — disse Guilherme, visivelmente emocionado.

Nesta quinta-feira, bombeiros de Sepetiba, Paraty, Angra dos Reis, Sepetiba e Mambucaba estão fazendo buscas por ilhas da Baía de Angra do Reis e pelo mar, para tentar localizar o casal desaparecido ou a embarcação que era usada por eles. A ação conta com o uso de motos aquáticas e barcos.

As buscas tiveram início ainda no domingo, quando um funcionário de Leonardo começou a perguntar a conhecidos se tinham alguma informação sobre o casal. O delegado Vilson de Almeida Silva disse, nesta quarta-feira, que diferentes órgãos participam de uma varredura na região à procura da embarcação. Ele acredita que ao conseguir localizar o barco, possivelmente encontrará o casal ou terá pistas sobre o paradeiro.

O Disque Denúncia pede que quem tenha alguma informação para entrar em contato pelos seus canais oficiais, que são os números 2253-1177 e (21) 98849-6254 (WhatsApp) ou pelo aplicativo Disque Denuncia RJ.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos