Desaprovação a Bolsonaro chega a 68%, aponta pesquisa Ipec

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Desaprovação a Jair Bolsonaro chega a 68%, aponta pesquisa (Foto: Alan Santos/PR)
Desaprovação a Jair Bolsonaro chega a 68%, aponta pesquisa (Foto: Alan Santos/PR)
  • Desaprovação ao presidente Jair Bolsonaro chega a 68%, aponta pesquisa Ipec

  • Índice aumentou dez pontos percentuais nos últimos sete meses

  • Percentual dos eleitores que aprovam a gestão dele é de 28%

Pesquisa Ipec divulgada na quarta-feira (22) mostra que a desaprovação dos eleitores brasileiros à gestão de Jair Bolsonaro na Presidência da República subiu dez pontos percentuais em sete meses e alcançou a marca de 68%.

O levantamento apresentou os seguintes índices:

  • Aprova: 28%

  • Desaprova: 68%

  • Não sabe/não respondeu: 4%

Leia também:

Na pesquisa anterior, feita em junho, o mandatário era desaprovado por 66% dos eleitores entrevistados e, em fevereiro, a marca era de 58%.

O percentual dos eleitores que aprovam a gestão oscilou dois pontos percentuais em relação a junho, totalizando 28% - no levantamento anterior era de 30%. A aprovação ao presidente era de 38% em fevereiro.

Em relação ao governo, 53% dos entrevistados avaliam como ruim ou péssimo, o que representa um crescimento de quatro pontos percentuais em comparação ao levantamento de junho (49%). Em relação a fevereiro, o aumento foi de 14 pontos percentuais (39%).

Sobre esse quesito, os resultados foram:

  • Ótimo/bom: 22%

  • Regular: 23%

  • Ruim/péssimo: 53%

  • Não sabe/não respondeu: 1%

A aprovação ao governo de Jair Bolsonaro passou de 24% em junho para 22%. Em fevereiro, esse índice era de 28%. Os que consideram o governo regular somam 23%, ante 26% em junho e 28% em fevereiro.

O resultado vem em um momento em que o governo é investigado por supostos casos de corrupção envolvendo a compra de vacinas contra a covid-19 e o avanço da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid no Senado sobre figuras centrais do governo Bolsonaro.

Na economia, o número de desempregados aumentou, atingindo 14,6% da população no trimestre encerrado em maio, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o que corresponde a 14,8 milhões de pessoas na busca por uma oportunidade no mercado de trabalho no país.

O levantamento do Ipec foi feito de 16 a 20 de setembro e ouviu 2.002 pessoas em 141 municípios. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O Ipec foi criado por ex-executivos do Ibope.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos