Descoberta de novo “ponto frio” pode provar a existência de um universo paralelo

Os cientistas acreditam que deram um passo a mais no caminho para provar a existência de um universo paralelo, com a descoberta de um misterioso “ponto frio”.

Esta parte fria do espaço, que foi identificada pela primeira vez pelo satélite WMAP da NASA em 2004, é parte da radiação que supostamente havia sido produzida durante a formação do universo, há 13 bilhões de anos.

No entanto, uma pesquisa conduzida pelo professor Tom Shanks, da Universidade de Durham, na Inglaterra, revelou uma nova teoria: de que o “ponto frio” foi formado quando os universos colidiram.

O “ponto frio” pode ser uma evidência de um multiverso maior (Flickr)

O professor Shanks alega que esta é “a primeira evidência do multiverso, e que bilhões de outros universos como o nosso podem existir”.

Ele explicou: “Não podemos descartar completamente a ideia de que o ponto tenha sido causado por uma flutuação improvável, explicada pela teoria padrão do Big Bang”.

“Mas se esta não for a resposta, há algumas possíveis explicações, mais exóticas”.

“Talvez a mais interessante delas seja a hipótese de que o ‘ponto frio’ tenha sido causado pela colisão entre o nosso universo e um outro universo-bolha”.

Ele acrescentou: “Se análises futuras e mais detalhadas provarem ser este o caso, então o ‘ponto frio’ pode ser considerado a primeira evidência da existência do multiverso”.

Andy Wells

Yahoo News UK