Relator da Lava Jato derruba decisão e Lula continuará preso

O desembargador João Pedro Gebran Neto, relator do processo contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), derrubou a decisão que mandava soltar o petista ainda neste domingo. A informação é da Globonews.

A decisão de Gebran determina que a Polícia Federal do Paraná  se abstenha de soltar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso na carceragem do órgão desde o último mês de abril.

Mais cedo, o desembargador Rogério Favreto havia acatado habeas corpus apresentado na sexta (6) pelos deputados federais petistas Wadih Damous, Paulo Pimenta e Paulo Teixeira pedindo que ele fosse libertado imediatamente pois não haveria fundamento jurídico para a prisão dele.

O  juiz Sergio Moro se manifestou sobre a decisão de Favreto e publicou um despacho neste domingo (7) afirmando que o desembargador  é autoridade  incompetente para sobrepor-se à decisão do colegiado da 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região e ainda do plenário do Supremo Tribunal Federal”, que autorizaram a prisão de Lula.

Favreto é o único desembargador que votou a favor da abertura de inquérito contra o Juiz Sergio Moro. Ainda de acordo com a Folha de S.Paulo, ele foi filiado ao PT por 20 anos.