Desembargador que humilhou guarda-civil recebeu quase R$ 37 mil do tribunal em junho

JOANA CUNHA

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O desembargador Eduardo de Siqueira, que foi flagrado sem máscara neste final de semana humilhando um guarda municipal na praia de Santos (SP), recebeu rendimentos líquidos de R$ 36.866,52 do TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) em junho.

A remuneração dele varia mês a mês com diferenças nos valores por causa dos penduricalhos. Em março, o líquido dele ficou em R$ 44.818,97.

No ano passado, Siqueira chegou a alcançar valores acima de R$ 64 mil em janeiro e março, pagos pelo TJ-SP.

Quem descumpre a obrigatoriedade do uso da máscara em Santos na pandemia pode ser multado em R$ 100.

Nosso objetivo é criar um local seguro e atraente para os usuários se conectarem a interesses e paixões. Para melhorar a experiência de nossa comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários dos artigos.