Desembargador suspende mudanças feitas no Patriota para filiar Bolsonaro

·2 minuto de leitura

A Justiça do Distrito Federal concedeu liminar que suspende uma série de mudanças internas no Patriota feitas para abrir caminho para a filiação do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). A decisão é mais um capítulo do racha criado entre dirigentes do partido desde a filiação do senador Flávio Bolsonaro e a negociação para que o presidente da República ingresse no partido.

A liminar concedida pelo desembargador Rômulo de Araújo Mendes do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT), na quinta-feira, é uma vitória do grupo ligado ao vice-presidente Ovasco Resende sobre o presidente afastado Adilson Barroso. O grupo que se opõe a Adilson o afastou da presidência por 90 dias, pois ele estaria negociando "individualmente" a filiação de Jair Bolsonaro (sem partido) à legenda.

A decisão do desembargador anulou as regras do novo estatuto deliberadas na convenção do partido no dia 31 de maio deste ano que marcou a filiação de Flávio Bolsonaro ao partido. A reunião deflagrou a crise entre os dirigentes e o grupo de Resende, que apontou irregularidades nas deliberações.

As principais infrações apontadas pelo vice-presidente foram a ausência do chamado "quórum qualificado" para a reforma estatutária e a destituição de delegados partidários do grupo de Resende, substituídos por aliados de Barroso. Com a decisão da justiça, volta a valer o estatuto de 2019 que exige o quórum qualificado para validar chapas presidenciais pelo partido.

A liminar também restituiu quatro dos cinco delegados do partido — incluindo o próprio vice, que tinha voto com peso duplo —, que haviam sido excluídos por Barroso. Outra mudança anulada feita por ele foi a nomeação de dois aliados como "vice-presidentes de honra" e a substituição de um membro falecido sem o aval do restante da cúpula partidária.

Com a não validação do novo estatuto desenhado por Barroso, Bolsonaro pode ter dificuldades para ser candidato à Presidência numa chapa pelo Patriota em 2022. Somando familiares e aliados de Ovasco Resende que são membros do diretório, o vice-presidente do Patriota controla mais de um terço das cadeiras e dos votos da convenção nacional.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos