"Desespero sufocante": ex-deputado fundador do partido de Hariri analisa eleição no Líbano

Moustapha Allouche, 63, é um verdadeiro pilar da vida política libanesa. Cirurgião, mas com especializações em teologia e filosofia, cita Heidegger e Spinoza com a mesma facilidade que critica a temida milícia armada do Hezbollah. O antigo combatente da sangrenta guerra civil (1975-1990), que lutou do lado palestino e que se considera hoje um "socialista liberal", recebeu a reportagem da RFI em um café tradicional na orla marítima de Trípoli, a segunda e a mais pobre cidade do Líbano.

Márcia Bechara, enviada especial da RFI ao Líbano

Ele chega no café tradicional onde marcou a entrevista com a simplicidade e a segurança que apenas os grandes caciques exibem em tempos de extrema instabilidade. Não é para menos: Moustapha Allouche, que abandonou estrondosamente o partido Movimento do Futuro em março deste ano, após tê-lo fundado ao lado de Rafic Hariri [icônico presidente libanês assassinado em 2005 em Beirute], rompe uma tradição política e se apresenta agora como candidato independente nestas eleições libanesas de 2022.

Antigo marxista radical, ele hoje tempera seu discurso com um "progressismo liberal", mas não mede palavras para criticar a milícia armada do Hezbollah, ou mesmo seu antigo aliado, o ex-premiê Saad Hariri, herdeiro de Rafic. O contexto não poderia ser mais propício a reviravoltas como essa: o porto de Trípoli, sua base eleitoral histórica, no norte do país, se tornou um importante local de escoamento, depois da dupla explosão do porto de Beirute.


Leia mais

Leia também:
Saiba o que está em jogo na 1ª eleição libanesa após os protestos de 2019 que paralisaram o país
Líbano aguarda apreensivo resultado de eleições que podem redefinir tabuleiro político
Entenda como funciona o sistema político confessional no Líbano e por que ele é contestado

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos