Desfile de 7 de setembro volta à Esplanada após dois anos suspenso

Depois de dois anos sem ser realizado presencialmente por causa da pandemia de covid-19, o tradicional desfile cívico-militar de 7 de Setembro volta a ocupar a Esplanada dos Ministérios, em Brasília. O retorno ocorre no ano histórico em que se comemora o Bicentenário da Independência do Brasil.

“Duzentos anos da nossa independência eu acho que é uma situação que realmente nós precisávamos comemorar de uma maneira bastante especial”, disse o secretário especial de Comunicação Social, André Costa, entrevistado do programa A Voz do Brasil desta quarta-feira (31). Segundo Costa, são esperadas cerca de 280 mil pessoas. O desfile está previsto para começar às 9h e deverá se estender até as 11h30.

O secretário de Comunicação disse que o desfile contará com a presença já tradicional das forças militares, das escolas de Brasília, das escolas militares e até com um grupamento de tratores, além do desfile aéreo da Esquadrilha da Fumaça.

Os participantes passarão por revista, já que estão proibidos itens como armas, mastros de bandeira, vidros, sprays e apontadores de laser.

O desfile é apenas um dos eventos alusivos ao 7 de Setembro e ao Bicentenário da Independência. Alguns já estão, inclusive, sendo realizados. Entre eles, a exposição do coração de Dom Pedro I, que está no Itamaraty..

Costa também disse que haverá exposição das Forças Armadas no Parque da Cidade e um show de luzes na Esplanada dos Ministérios. “É a hora de cada um de nós celebrar esse sentimento de nação.” E continuou: “É preciso que a gente valorize isso. Nós, somos brasileiros, pertencemos ao Brasil e somos responsáveis pela história do Brasil”.

Acompanhe o programa na íntegra.