Desfile EuroPride anima finalmente as ruas de Belgrado

Desfile EuroPride anima finalmente as ruas de Belgrado

Após várias semanas de tensão o desfile de orgulho EuroPride realizou-se este sábado em Belgrado. Apesar da proibição inicial, quer da polícia, quer dos tribunais sérvios, a pressão da organização e de vários agentes internacionais levou o governo local a dar luz verde ao desfile à última hora, mesmo que com um percurso mais curto do que o inicialmente previsto.

Vladimír Bilčík, Eurodeputado eslovaco presente na capital sérvia, lembrou que se tratava de "um evento bastante complicado de organizar" uma vez que "se tratava do primeiro EuroPride não só em Belgrado e não só na Sérvia, mas em todo o sudeste europeu, nos Balcãs Ocidentais."

O desfile dos milhares de participantes entre o Tribunal Constitucional e o Parque de Tašmajdan mereceu um forte aparato policial, com mais de cinco mil agentes destacados, e nem a chuva que se fez sentir acalmou os ânimos.

Registaram-se algumas escaramuças com a polícia e com os participantes da Marcha da Família, organizada por conservadores que se opõem à causa LGBT. De acordo com o governo sérvio, foram detidas 64 pessoas e registou-se cerca de uma dezena de feridos ligeiros.

Thomas Weitz destacou a importância da realização deste desfile, classificando-o de "ingrediente básico de uma democracia liberal" e mostrando a esperança que "a Sérvia caminhasse nesse sentido até finalmente se juntar à família europeia". O eurodeputado dos Verdes disse ainda que "este era um acontecimento importante para a Sérvia mostrar que está na mesma página que os restantes países europeus."

O desfile contou com a representação de vários países europeus, quer através de eurodeputados, quer através da representação diplomática local. A embaixadora portuguesa na Sérvia foi uma das participantes no desfile.

O arco-íris invadiu em força as ruas de Belgrado e o ambiente foi de festa, que se prolongou pela noite fora com a realização de um concerto. A ver vamos se o arco-íris veio para ficar.