Deslizamento de terra na Noruega deixa 2 mortos e 8 desaparecidos

·1 minuto de leitura
Casa por um fio em Ask, na região de Gjerdrum, em 1o de janeiro de 2021, após deslizamento

Uma pessoa foi encontrada morta sob os escombros de um deslizamento de terra na Noruega, o que eleva para dois o número de mortos - anunciaram as autoridades locais neste sábado (2), enquanto segue a operação de resgate para encontrar oito desaparecidos.

"Ainda temos esperança de encontrar sobreviventes", disse à imprensa Roy Alkvist, um dos oficiais da equipe de socorro, três dias depois de um impressionante deslizamento de terra que deixou dez feridos no município de Gjerdrum, a nordeste de Oslo.

Hoje pela manhã, a chefe da polícia local, Ida Melbo Øystese, disse que espera encontrar sobreviventes nas bolsas de ar que restam dos edifícios que permanecem parcialmente intactos.

A polícia não informou a identidade da pessoa encontrada morta por uma brigada canina na sexta-feira e, em vez disso, divulgou uma lista com os nomes dos desaparecidos.

Em Ask, no município de Gjerdrum, uma cidade de cinco mil habitantes, a 25 km da capital norueguesa, o solo afundou na manhã de 30 de dezembro. Provocou a evacuação de cerca de mil pessoas, que não podem voltar para casa, devido à instabilidade do solo.

O terreno voltou a desmoronar na madrugada deste sábado.

Cerca de dez casas e outros 31 imóveis desabaram. Algumas residências foram arrastadas por mais de 400 metros.

A Direção de Água e Energia da Noruega (NVE) estima que o deslizamento de terra tenha ocorrido em uma área de aproximadamente 350 por 800 metros.

Dez pessoas ficaram feridas. Uma delas, em estado grave, teve de ser transferida para Oslo.

A primeira-ministra Erna Solberg, que viajou ao local da tragédia, afirmou que foi "um dos maiores" deslizamentos de terra que o país já conheceu.

str-cbw/msr/age/tt