Desmond Tutu, ícone da luta contra o apartheid, morre aos 90 anos na África do Sul

·1 min de leitura

O arcebispo sul-africano Desmond Tutu, prêmio Nobel da Paz e ícone da luta contra o apartheid, faleceu neste domingo (26), aos 90 anos. O religioso lutava contra um câncer de próstata desde o final dos anos 90 e, nos últimos tempos, seu estado de saúde se agravou.

Em comunicado, o presidente sul-africano, Cyril Ramaphosa, expressou tristeza e saudou a "inteligência extraordinária" de Desmond Tutu, "uma figura essencial da história do país", que fez parte de uma geração de cidadãos que libertaram a África do Sul do apartheid". O chefe de Estado também lembrou a luta do religioso "pelos oprimidos do mundo inteiro".

"The Arch", como era carinhosamente chamado pela população, foi o primeiro arcebispo negro da igreja anglicana na África do Sul. Ele ficou célebre no país na época em que era padre e liderou a resistência durante os piores momentos do apartheid. Corajoso e incansável, ele organizou marchas pacíficas contra a segregação e denunciou o regime racista de Pretória, exigindo sanções internacionais.

Seu combate não-violento lhe valeu o prêmio Nobel da Paz, em 1984. Após a instituição da democracia na África do Sul, em 1994, e a eleição de Nelson Mandela, de quem era amigo, Tutu liderou a Comissão da Verdade de Reconciliação, com o objetivo de virar a página do ódio racial no país.

Crítico à corrupção e defensor da morte assistida

Onda de comoção

Quase meio século de opressão

(RFI com agências)


Leia mais

Leia também:
Trinta anos após fim do apartheid, nova geração se distancia da história da África do Sul
Morre Frederik de Klerk, ex-presidente da África do Sul que libertou Mandela
África do Sul dá último adeus a Winnie Mandela, ícone polêmico da luta contra o apartheid

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos