Destaque na Copa do Mundo é colocado em equipe B após retorno ao clube; entenda

Um dos principais destaques da Copa do Mundo do Catar, o meia do Marrocos Salim Amallah teve uma surpresa ao retornar para seu clube após a disputa do mundial. O Standard de Liège, da Bélgica (cuja seleção acabou eliminada na primeira fase da Copa no grupo dos marroquinos), colocou o jogador em sua equipe B, apontando que não pretende mais contar com o jogador para o restante da temporada.

Temporada 2023: Clubes mantêm aposta em técnicos estrangeiros; portugueses são maioria

Guangzhou FC: time sensação da China, que já teve Paulinho e Robinho, é rebaixado para a 2ª divisão

Amallah tem contrato com o clube apenas até o meio do próximo ano e, segundo a imprensa europeia, não deve ter o vínculo renovado. A partir de 1° de janeiro, o atleta já pode negociar com outro clube e deixar o time belga sem custos. O meia fez toda sua carreira na Bélgica, onde nasceu, com passagens por RE Mouscron, AFC Tubize e Anderlecht.

O CEO do Standard de Liège, Pierre Locht, disse ao jornal holandês Het Laatste Niews que outros jogadores estão em situação similar e não devem seguir no clube.

— Mandamos o Selim Amallah e três outros jogadores para a equipe B. Não vamos fazer o trabalho para as outras equipes. Não vamos contribuir para aumentar o valor de mercado de jogadores que, depois, vão sair de graça — reclamou o dirigente.

Até a pausa para a Copa do Mundo, Amallah havia jogado nove partidas pelo clube belga, tendo marcado quatro gols. No mundial, foi um dos destaques da seleção do Marrocos, participando de todos os jogos da seleção no torneio.

— É muito triste. Selim foi um dos nossos melhores jogadores nas partidas que disputou antes da Copa do Mundo. Mas é preciso manter certos valores em mente, e às vezes tomar decisões difíceis. O clube define o rumo — disse o treinador do time, Ronny Deila.