Detida mulher suspeita de colocar bomba em Istambul

A polícia turca deteve uma mulher suspeita de ter colocado a bomba que explodiu numa movimentada avenida de Istambul. Informação avançada pelo ministro do Interior da Turquia, esta na segunda-feira. O responsável acrescentava que tudo aponta para um atentado perpetrado pelo PKK, Partido dos Trabalhadores do Curdistão. O vice-presidente falava mesmo em ataque terrorista, com "base nas informações obtidas até agora". Outras 21 pessoas foram detidas para interrogatório.

O atentado provocou a morte a seis pessoas, mais de 80 ficaram feridas, na sua maioria sem gravidade, pelo menos 50 delas tinham já abandonado o hospital.

Istambul foi, no passado, alvo ataques conduzidos por separatistas curdos e radicais islâmicos mas este ataque ainda não foi reivindicado.

Em visita aos sobreviventes no hospital, o vice-presidente turco garantia que os responsáveis por este ataque "traiçoeiro" serão punidos.