"Deu um estalo e o prédio desabou", diz vizinho de prédio que desmoronou no Rio de Janeiro

·3 min de leitura
Segundo o G1, o prédio que desabou fica na Rua das Uvas, esquina com Avenida Areinhas. Ruas no entorno do foram interditadas para os trabalhos de resgate (Foto: Reprodução/Twitter)
Segundo o G1, o prédio que desabou fica na Rua das Uvas, esquina com Avenida Areinhas. Ruas no entorno do foram interditadas para os trabalhos de resgate (Foto: Reprodução/Twitter)
  • Um prédio de quatro andares localizado em Rio das Pedras, Zona Oeste do Rio de Janeiro, desabou na madrugada desta quinta-feira (3)

  • Quatro pessoas foram socorridas pelos bombeiros, que ainda tentam resgatar ao menos outras duas vítimas presas aos escombros

  • Até agora, às 9h3, não há mortes confirmadas

Um prédio de quatro andares localizado em Rio das Pedras, Zona Oeste do Rio de Janeiro, desabou na madrugada desta quinta-feira (3). Quatro pessoas foram socorridas pelos bombeiros, que ainda tentam resgatar ao menos outras duas vítimas presas aos escombros. Até agora, às 9h30, não há mortes confirmadas.

Em entrevista à TV Globo, um homem, que mora em Rio das Pedras há 21 anos, descreveu que ouviu um "estalo" e, em seguida, o prédio desabou. Segundo ele, após o "estalo", a lateral de outros edifícios chegou a tremer.

Leia também

"Deu um estalo e o prédio desabou. Aí tremeu a lateral dos outros edifícios e todos fugiram. As pessoas conseguiram sair, graças a Deus, com vida. Bombeiro derrubou o primeiro andar para tentar resgatar três pessoas que ainda estariam lá".

Outro morador contou que tinha "muito fogo" e "gente por perto". Segundo entrevista também à TV, ele disse que pediu para que as pessoas se afastassem temendo uma explosão.

"Eu estava chegando do trabalho. Quando fui atravessar o rio, a comunidade já estava no escuro. Foi quando vi que o prédio havia caído. Tinha muito fogo, muita gente perto. Pedi para as pessoas se afastarem porque poderia haver uma explosão e machucar mais gente", disse o morador.

No local, há ainda muitos focos de fumaça. São cerca de 200 homens do Corpo de Bombeiros que estão trabalhando no local desde a madrugada.

"Ninguém sabe ainda se ainda há pessoas embaixo dos escombros, ou nos segundo e terceiro andares. Os bombeiros chegaram com dois ou três carros e conseguiram apagar o fogo", completou o morador.

Prédio desabou em Rio das Pedras, na Zona Oeste do RJ, na madrugada desta quinta-feira (3) — Foto: Reprodução / TV Globo
Prédio desabou em Rio das Pedras, na Zona Oeste do RJ, na madrugada desta quinta-feira (3) — Foto: Reprodução / TV Globo

Polícia abre inquérito para apurar desabamento no Rio de Janeiro

Moradores de imóveis vizinhos disseram que começaram a ouvir estalos por volta de 2h e o imóvel ruiu por volta de 3h20. Também relataram que, após o desabamento, houve um incêndio no local. O fogo foi controlado pelos bombeiros.

A 32ª DP (Taquara) instaurou inquérito para apurar as circunstâncias do desabamento. Equipes da delegacia já estão no local para identificar testemunhas e vítimas e esclarecer como ocorreu o fato.

A perícia feita pelos profissionais do Instituto de Criminalística Carlos Éboli no local do desabamento será realizada assim que os bombeiros terminarem o trabalho de resgate.

Segundo o coronel Leandro Monteiro, secretário de Defesa Civil e comandante geral do Corpo de Bombeiros, neste momento, existe a possibilidade de haver mais pessoas além das duas que tentam ser resgatadas.

Segundo o G1, o prédio que desabou fica na Rua das Uvas, esquina com Avenida Areinhas. Ruas no entorno do foram interditadas para os trabalhos de resgate. Quatro pessoas foram socorridas pelos oficiais, que ainda tentam resgatar ao menos outras duas vítimas presas aos escombros. Cães estão sendo usados nas buscas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos