Deutsche Bank pagará US$ 200 milhões por violar sanções americanas

(Arquivo) A sede do Deutsche Bank, em Frankfurt, no dia 29 de outubro de 2015

O Deutsche Bank chegou a um acordo com dois reguladores dos Estados Unidos por ter violado sanções econômicas impostas a países como Irã e Síria, informou à AFP uma fonte próxima ao caso.

O banco alemão pagará uma multa de mais de 200 milhões de dólares imposta pelo organismo regulador de serviços financeiros de Nova York (DFS) e o Federal Reserve (Fed), segundo a fonte. O acordo pode ser anunciado nesta semana.

O DSF buscava determinar se a sede nova-iorquina do banco alemão efetuou transações à conta de entidades ou pessoas iranianas e sírias.

Finalmente, o volume de operações seria frágil em comparação com o de outros grandes bancos europeus, informou a fonte à AFP.

Isto explica o montante da multa, relativamente pouco importante se comparada aos 8,9 bilhões de dólares pagos pela BNP Paribas em 2014 aos 787 milhões de dólares atribuídos ao Credit Agricole na semana passada.

De qualquer forma, o Deutsche Bank não terá terminado com este assunto porque outras reguladoras fazem investigações em instâncias do Departamento de Justiça (DoJ), que abriu um processo penal.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos