Combates entre grupos islâmicos perto de Damasco matam 95 pessoas

Cairo, 30 abr (EFE).- Pelo menos 95 pessoas morreram nas últimas 48 horas em combates entre as principais facções islâmicas dos arredores de Damasco, informou neste domingo o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Desses confrontos participam o grupo Exército do Islã, por um lado, e o Organismo de Liberdade do Levante - a aliança do ex-braço sírio da Al Qaeda - e a Legião da Misericórdia, por outro.

Os mortos são oito civis, 32 combatentes do Exército do Islã e 55 milicianos das demais organizações armadas.

Os choques acontecem em diferentes partes de Guta Oriental, a mais importante fortificação opositora dos arredores de Damasco, como Haza, Zamalka, Arbin, Yisrin e o arredor de Saqba.

Os combates começaram na sexta-feira, depois que o Exército do Islã atacou as bases de seus adversários nas áreas de Arbin, Kafr Batna, Al Ashari e Haza. EFE