Dez mandamentos da pechincha: caçadores de ofertas ensinam a negociar preços e obter descontos

Camilla Muniz

Comprar barato não é vergonha, é oportunidade. Disso, ninguém entende mais do que os "caçadores de ofertas" do "Qual oferta", plataforma dos jornais O GLOBO, EXTRA e Expresso que reúne no impresso e no digital as melhores promoções de supermercados, drogarias e lojas de departamento de Rio e Grande Rio. Especialistas em negociar preços no comércio, a consultora Vivian Marcelle Jesus da Cruz, de 39 anos; o engenheiro mecânico Jorge Dias, de 56; e a administradora Thaissa da Silva Santos, de 29, conhecem o caminho das pedras para conseguir descontos. E garantem: seguindo os dez mandamentos da pechincha, resultado das dicas do trio, qualquer um pode se dar bem e economizar. Confira abaixo:

1 - Pesquisarás preços com muita paciência

Nada de comprar no primeiro lugar onde encontrou a mercadoria. O bom pechincheiro espanta a preguiça e bate perna, de loja em loja, atrás de preços. Na internet, aplica-se o mesmo princípio: antes de fechar negócio, é preciso visitar vários sites.

2 - Compararás valores

Quem quer economizar deve ficar atento e verificar se há diferença de preço para pagamentos à vista e no cartão. Também vale checar se um mesmo estabelecimento cobra valores distintos por um mesmo produto na loja física e na internet.

3 - Serás cara de pau

O pechincheiro não pode ter vergonha de pedir descontos. O interessado em pagar mais barato é quem deve introduzir o assunto com o vendedor. Se o objetivo não for atingido, a tentativa deve ser dirigida ao gerente.

4 - Terás dinheiro para pagamentos à vista

Com dinheiro na mão, o consumidor larga na frente para negociar preços no comércio, já que o lojista terá a quantia à disposição no ato da compra. Trata-se de uma boa carta na manga até para conseguir que um estabelecimento cobre na loja física o valor mais baixo anunciado na internet por um produto — e ainda levar o item na hora.

5 - Usarás todo teu poder de argumentação e convencimento

Para obter descontos, o pechincheiro precisa traçar uma estratégia. Deixar claro o interesse no produto é essencial. Dizer que dá preferência a fechar negócio com a loja em questão e que vai pagar em dinheiro também ajuda na negociação. Caso o estabelecimento faça jogo duro, uma boa saída é falar que vai procurar um preço melhor no concorrente.

6 - Não blefarás

O argumento de que a concorrência está com preço mais baixo deve ser sempre verdadeiro. Os vendedores já sabem quanto as outras lojas estão cobrando pelos produtos. Mentir não põe o comprador em vantagem.

7 - Serás flexível

Pode ser que o interessado na compra tenha que aceitar pequenas avarias na mercadoria — estar fora da embalagem original ou com uma peça a menos, por exemplo — para conseguir levá-la por um preço menor. É importante avaliar se o dano não trará prejuízos ao uso do produto.

8 - Ficarás atento às oportunidades

O comprador preocupado em economizar deve ficar atento à possibilidade de fazer combinações de produtos para pagar menos. Isso é comum em promoções do tipo "leve mais, pague menos" ou quando há diferença de valor para vendas no varejo e no atacado, por exemplo.

9 - Farás cadastro em lojas físicas e online

Ao fornecer dados pessoais básicos e informações de contato aos estabelecimentos, o pechincheiro pode não apenas receber alertas de promoções por e-mail como também obter descontos exclusivos. Em geral, as lojas oferecem benefícios em compras feitas no mês de aniversário do cliente.

10 - Procurarás cupons de desconto

Sites que fornecem cupons de descontos para uso em diversos estabelecimentos são os melhores amigos do pechincheiro. Antes de fechar qualquer compra online, vale a pena fazer uma busca na internet para checar se há algum código disponível para abatimento de valor no pedido.