Dez soldados mortos em uma emboscada do EI no oeste do Iraque

Membros da 9ª Divisão do exército iraquiano, na parte oeste de Mossul, em 8 de abril de 2017

Ao menos 10 soldados iraquianos morreram nesta terça-feira em uma emboscada executada por combatentes do grupo Estado Islâmico (EI) na província de Al-Anbar, na região oeste do Iraque.

"Dez soldados morreram e seis ficaram feridos em um ataque do Daesh (acrônimo árabe do EI) no início da manhã de terça-feira", afirmou à AFP um tenente-coronel que pediu anonimato.

Um oficial de polícia e um funcionário do governo local confirmaram o número de vítimas.

O ataque eleva a 26 o número de integrantes das forças de segurança iraquianas mortos desde 23 de abril em ataques do EI na província de Al-Anbar.

A fonte militar afirmou à AFP que o Estado Islâmico atacou uma base na área de Saggar, ao leste de Rutba, utilizando morteiros e foguetes. Em seguida, combatentes extremistas tentaram assumir o controle da da base.

O confronto teve duração de duas horas e acabou por voltadas 7H00 locais (1H00 de Brasília).

Rutba fica 390 quilômetros ao oeste de Bagdá, na grande província de Al-Anbar, e é a última cidade importante antes da fronteira com a Jordânia.

Al-Anbar foi durante muito tempo um reduto dos jihadistas, depois que o EI iniciou uma ampla ofensiva em 2014 que permitiu ao grupo controlar quase um terço do território do país.

O EI ainda controla zonas desta província, apesar da contraofensiva das forças iraquianas, que retomaram o controle de várias cidades e localidades da região.