Romênia expulsa diplomata russo por ataque a ex-espião no Reino Unido

Bucareste, 26 mar (EFE).- A Romênia expulsará um diplomata russo em solidariedade com o Reino Unido pela tentativa de assassinato do ex-espião Sergei Skripal e sua filha Yulia no último dia 4 na cidade de Salisbury, na Inglaterra, informou nesta segunda-feira o Ministério de Relações Exteriores da Romênia.

"O Ministério de Relações Exteriores notificou a Federação Russa que um diplomata será declarado 'persona non grata' e está obrigado a deixar o território da Romênia", afirmou o ministério em comunicado.

"Após as conclusões do Conselho Europeu de 23 e 24 de março, o Ministério de Relações Exteriores considera que o ataque de Salibury representa uma ameaça contra a segurança coletiva e do direito internacional", acrescentou o governo romeno na nota.

A Romênia é um dos 14 países da União Europeia que decidiram expulsar diplomatas russos em resposta ao envenenamento do ex-espião e sua filha. EFE