Dezenove anos sem Cássia Eller: Veja sete curiosidades sobre a cantora

Extra
·3 minuto de leitura

A morte inesperada e precoce de Cássia Eller, no dia 29 de dezembro de 2001, deixou muitas pessoas surpresas. Com uma série de sucessos e uma voz inconfundível, a cantora, que morreu aos 39 anos de idade após três paradas cardíacas, deixou sua marca na música brasileira.

Apesar da boa desenvoltura no palco e, na época, já quebrava alguns padrões sociais, amigos da cantora diziam que ela era tímida e reservada. E essa é apenas uma das curiosidade sobre a voz de "Malandragem". Veja outras:

A citação do bairro na música "All Star", escrita por Nando Reis, amigo da cantora, fez com que muitas pessoas achassem que Cássia morasse em Laranjeiras, Zona Sul do Rio. No entanto, ela morava em Cosme Velho, um bairro vizinho e Nando Reis contou uma vez que, quando escreveu a canção, se confundiu: "Descobri isso recentemente".

Nando Reis e Cássia Eller eram muito amigos e essa amizade rendeu diversas parcerias musicais, entre elas "O Segundo Sol", "Nenhum Roberto", "Relicário" e "All Star". Nando também afirmou que Cássia roubou a canção "O Segundo Sol" e, segundo ele, foi a melhor coisa que aconteceu: "Melhor assalto que sofri na vida", disse em vídeo. Até hoje, a cantora foi a que mais gravou canções dele.

A paixão pelo time de futebol era tão intensa que Cássia colocava o escudo do Galo em seu instrumentos. Cássia tinha sido convidada a receber o prêmio Galo de Prata, um reconhecimento aos maiores torcedores do Atlético Mineiro, porém a cantora morreu antes e o troféu foi entregue para sua mãe, em 2002.

Durante uma entrevista realizada em 2001, a cantora, que tinha um relacionamento de 14 anos com Maria Eugênia e um filho, Chico, revelou que gostaria de ter seu casamento reconhecido por lei: "No caso de separação ou de morte, a Eugênia não tem nenhum documento que prove que estamos casadas há 14 anos. Se me acontecer alguma coisa, meus bens têm que ir para ela e meu filho. E a guarda do meu filho tem que ser dela, é ela a mãe", disse na época.

Após a morte da cantora, Eugênia entrou em uma batalha judicial e conseguiu a guarda de Chico. Esse caso foi inédito no país e importante para que outros casais LGBTQIA+ lutassem pelo mesmo direito.

Um dos maiores sucessos na voz de Cássia, a música "Malandragem", foi escrita por Cazuza e Frejat para Ângela Rô Rô. Porém, a cantora decidiu não gravar porque achou que a canção não tinha a ver com ela, além de não ter gostado da letra. No entanto, "Malandragem" se tornou um dos maiores clássicos da música brasileira na voz de Cássia Eller.

Cássia Eller viveu 11 anos de carreira intensos. Mas antes de estourar como antora, ela trabalhou como garçonete, cozinheira e secretária do Ministério da Agricultura.

Na edição do Rock in Rio III, em 2001, a cantora fez um cover de "Smells Like Teen Spirit", sucesso da banda Nirvana. Porém, Dave Grohl, guitarrista do Foo Fighters e ex-baterista do Nirvana, estava presente no festival com a banda e comemorava seu aniversário, onde recebeu um bolo de Cássia e um beijo dela. O músico, que acompanou a apresentação da cantora, afirmou em entrevista que "Cássia Eller e sua banda fizeram a melhor interpretação que ele conhecera até então da música "Smells Like Teen Spirit", escrita por ele, Kurt Cobain e Krist Novoselic.