DF tem primeiro caso confirmado de varíola dos macacos; total no Brasil chega a 76

Imagem meramente ilustrativa (Foto: Getty Creative)
Imagem meramente ilustrativa (Foto: Getty Creative)

O Ministério da Saúde informou neste domingo (3) que há 76 casos de varíola dos macacos confirmados no Brasil, sendo um no Distrito Federal. Um segundo caso suspeito no local está sendo monitorado pela Secretaria de Saúde do Distrito Federal, e ambas as pessoas estão em isolamento domiciliar.

Segundo a pasta, também foram confirmados um caso de varíola dos macacos no Rio Grande do Norte, dois em Minas Gerais, dois no Rio Grande do Sul, dois no Ceará, 16 no Rio de Janeiro e 52 em São Paulo.

Em nota, o Ministério da Saúde diz que "por meio da Sala de Situação e CIEVS Nacional, segue em articulação direta com os estados para monitoramento dos casos e rastreamento dos contatos dos pacientes."

O primeiro caso foi registrado no Brasil em 8 de junho, em São Paulo, em um homem de 41 anos que viajou para Espanha e Portugal.

A transmissão da varíola dos macacos acontece por meio de contato próximo. A infecção pode ser por vias respiratórias, mas é preciso contato face a face perto por tempo prolongado.

Outra forma de infecção é por meio das feridas, parecidas com bolhas, que a varíola dos macacos causa na pele. Febre e dores no corpo são outros sintomas da doença. Diminuir a transmissão envolve principalmente isolamento dos casos suspeitos e confirmados.

A OMS (Organização Mundial da Saúde) pediu na sexta-feira (1º) uma ação urgente na Europa para conter a propagação da varíola dos macacos. Foram confirmadas mais de 4.500 infecções em 31 países no continente europeu. A entidade, contudo, ainda não conceituou a varíola dos macacos como emergência sanitária global.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos